quinta-feira, 28 de julho de 2011

REFÉNS DO ULTRALIBERALISMO NEO-NAZI





Exceptuando a Alemanha, França e alguns países europeus satélites e controlados em absoluto por estes, todos os países europeus estão em crise, têm dívidas insustentáveis e crescimento económico baixo ou como dizem algumas solenidades em economia, "crescimento negativo", por vezes, traduzem por recessão, outras referem recessão técnica, etc, etc... Entretanto, a Irlanda, Grécia e Portugal, perderam a soberania e a dignidade, ficando reféns dos Bancos Franco-Germânicos com alguns Holandeses e Finlandeses pelo meio...
Nomeados os cobradores do fraque, estes burocratas da apelidada Troika, ao serviço exclusivo dos credores, fizeram um programa de governo inconstitucional, tendo em mente a destruição da economia. Faz parte da dignidade, soberania e liberdade dos povos escolherem em Democracia os seus destinos e não serem subjugados por interesses obscuros do Capitalismo Selvagem que, apesar de apoiado pelas ideologias neo-liberais destes Estados, no seu gigantismo desenfreado vão acabar por aniquilar os grupos Capitalistas Portugueses. 
Na história dos últimos 100 anos, a Alemanha destruiu o Mundo e particularmente a Europa, por essa razão a Alemanha mantém uma dívida eterna com a Europa. Nós Europeus temos o Direito de impor condições à Alemanha. Nos últimos 100 anos, os Assassinos foram os Nazis, não fomos nós.
Entretando, o governo português, vai destruindo 50 anos de evolução em nome de um documento nojento denominado de "memorando da troika", como se tratasse de um documentos de proveniência Democrática ou no limite do absurdo, Divina.

Um comentário:

Antonio B Duarte Jr disse...

Sempre lemos os artigos do seu Blog, pela alta qualidade destes. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso Tecnico em Informatica Online. Antonio B Duarte Jr

Ocorreu um erro neste gadget

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails