quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Hospitais de Portugal - A Viagem ao Inferno!


A maioria dos hospitais portugueses não são dignos desse nome. São lugares de sofrimento, morte e indiferença, onde as pessoas são tratadas como números e em função dos conhecimentos que lá possuem. Morre-se nestes hospitais por negligência grosseira, morre-se por tudo e por nada. Pagam-se fortunas a gestores hospitalares e recusa-se tratamento a doentes, tendo em mente reduzir custos.

É evidente que o governo dá o mote e tem a sua responsabilidade, no entanto, os gestores, médicos e enfermeiros, ma maioria dos casos são cúmplices deste sistema. Os médicos na maioria dos casos acomodam-se e não dignificam os lugares que ocupam e onde trabalham.

A Saúde tal como a Justiça têm um paralelo: nestes sectores há muita prepotência, abuso de poder e interesses ocultos.

As pessoas com mais recursos optam por Hospitais Privados, onde tudo funciona. Estando este País nas mãos do Capitalismo, os interesses das classes média e baixa são relegados para o último plano.

Um exemplo: O Hospital de Vila Franca de Xira não têm aparelho para realizar um T.A.C.. Os doentes são transferidos para o realizarem em Lisboa. Alguém que tenha um AVC, morre no caminho! Os autarcas nada fazem.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails