quinta-feira, 30 de junho de 2011

TERRORISMO POLÍTICO, ECONÓMICO E FINANCEIRO




(PUBLIQUEI ESTE ARTIGO EM JULHO DE 2010, INFELIZMENTE, TINHA RAZÃO)

HOJE, OS PORTUGUESES FICARAM A CONHECER A POLÍTICA ULTRALIBERAL E A SUBSERVIÊNCIA DO NOSSO NOVO GESTOR DA DÍVIDA A SOLDO DOS INTERESSES FRANCO-ALEMÃES)


Quando toda a gente pensava que em Portugal não acontecia nada no panorama político, eis que aparece, vindo de um partido político em decadência, alguém que propõe liquidar Direitos, Liberdades e Garantias, consagrados na Constituição da República.

Pedro Passos Coelho pretende afirmar-se pelo seu ultra-liberalismo impulsionador do capitalismo selvagem. A medíocridade do pretenso candidato a primeiro ministro, ilustra-se pelas promessas de permitir o despedimento sem justa causa, liquidar o sistema de saúde público e permitir a renovação indiscriminada dos contratos de trabalho a prazo, além de para concretizar todos estes actos de terrorismo social e político fazer cavalo de batalha da revisão constitucional.

Quando parecia que era impossível um governo pior do que o actual, eis que surge no horizonte uma hipótese ainda mais sombria

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails